CALMA NA ALMA

23 de novembro de 2015

Hoje o assunto é sério. Vou falar sobre a minha segunda mas é como se fosse a primeira tatuagem (tenho uma estrela do lado de dentro do pé, que fiz com uns doze anos e lógico me arrependo, mas ok). Fazia tempo que eu queria dar uma rabiscadinha no corpo, mas tinha muito medo de fazer algo e me arrepender depois, por isso, pensei muito no que queria. O lugar do corpo eu já tinha certeza (na costela), aí escolhi uma frase e fiquei matutando ela por meses e meses até me sentir pronta. A verdade é que fazer tatuagem é igual ter filho, se você pensar demais acaba nunca fazendo. Sempre quis tatuar uma frase que tivesse a palavra alma, é a minha palavra favorita no mundo. Acho que tem um significado muito grande e muito especial. A princípio a frase era "a alma é grande, a vida é pequena", mas depois mudei para "calma na alma". CALMA NA ALMA. Acho que isso traduz muito do que eu tenho tentado mentalizar nesses últimos tempos, é como um mantra pra mim e colocando isso no meu corpo é como se eu tivesse um tipo de obrigação em honrar essas palavras. Certo, numa segunda-feira decidi ligar e marcar... marquei pra quinta-feira logo de uma vez pra não ter chance de desistir. Foi muito rápido, em 15 minutos o Polako desenhou e tatuou. Ele me mostrou algumas fontes, mas não quis nenhuma. Aí, escrevi no papel com minha própria letra, ele deu uma arredondada pra ficar bem uniforme, escaneou e tatuou. Tudo isso em 15 minutos. Achei que ia doer pra c****, porque a região da costela é puro osso, né? Mas, foi bem de boa... uma queimaçãozinha tranquila. Acho que é porque foram só cinco minutinhos de dor... se tivesse que aguentar mais tempo quem sabe eu estaria aqui dizendo que doeu PRA C******. Enfim, adorei o resultado final, ficou do jeitinho que eu queria. O único problema é que acho que tatuagem vicia... já tô pensando na próxima HAHAHA.





Isadora Markus • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2016 • Powered by Blogger • Desenvolvimento por