Quanto tempo?

10 de setembro de 2015

Quanto demora pra esquecer alguém? A metade do tempo do relacionamento? O dobro? Um mês? Um ano? Um novo amor? Eu diria que de todas essas hipóteses a última chegaria mais perto. Mas, não da pra saber, não existe fórmula nem Newton que consiga prever isso. Um término é um luto, uma barra pesada, uma enxurrada de sentimentos saltando pra fora dos olhos em formato de lágrimas. O chão abre e você só quer se esconder. A luz vai embora e você só quer chorar no vazio do seu travesseiro. Você só quer que isso passe, que o tempo passe rápido demais e tudo isso se torne lembrança vaga no fundo do seu coração. Eis uma coisa que não podemos comprar: o tempo. Nem pra mais nem pra menos. Por isso, não está certo desperdiçá-lo colocando-o de lado e querendo expulsá-lo de todos os seus momentos, sejam tristes ou alegres. Quando você precisou que o tempo passasse mais devagar para aproveitar aquela viagem, ele estava lá. Quando você quis que ele passasse rápido para que você voltasse pra casa, ele também estava lá. Não culpe o tempo, não exija demais do tempo, o tempo tem seu tempo, assim como todas as coisas na Terra. A dor é pra ser sentida, o luto é pra ser vivido, as lágrimas estão aí para serem choradas, pra que diabos elas existiriam afinal? A sensação de vazio vai ser ocupada por um montão de coisas que você nem imaginava que o fariam tão bem e completo. Você vai se encher de amor, risos, alegria e amigos. Porque afinal de contas o que conta é o que você levou pra vida. O que passou não tem a menor chance de rabiscar seu presente. Depois do luto, levante a cabeça, seque as lágrimas, passe um rímel, fique linda, pegue sua melhor risada e vá ser feliz. O impulso vital que existe em você com certeza não vai te deixar velar algo por mais tempo que o necessário. Um brinde ao alto astral e ao bom-humor.
(Isadora Markus)


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário



Isadora Markus • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2016 • Powered by Blogger • Desenvolvimento por