Depois de um tempo...

26 de dezembro de 2012


Como já dizia Shakespeare: "Depois de um tempo você aprende..."
E aprende, aprende um pouco de tudo, e de todos um pouco. Andar, falar, comer sozinho, amarrar o cadarço, atravessar a rua, não mastigar de boca aberta, beijar na boca, fazer sexo. É uma questão de tempo, que passa e leva um pouco da gente a cada vento matinal, a cada pôr-do-sol. Arrasta os dias de ontem pra dentro da memória, arranca da carteira ao lado o amigo-desde-o-primário e deixa ele só nas fotografias rabiscadas no seu mural cor-de-rosa. A dor não está em nunca ter, e sim em ter e perder. E pior ainda se esse perder for entre aspas - "PERDER" - por saber-se ali e não estar-se ali. Mas, 'depois de um tempo você aprende...' que não importa quanto tempo fiquem sem se falar, um grande amigo será sempre um grande amigo. Que as coisas e pessoas que você julga realmente importantes permanecem do lado de dentro por uma vida inteira. Aprende que as pessoas que realmente se preocupam contigo estarão sempre de braços abertos e com um sorriso na hora em que você voltar. Aprende que perdoar é necessário e rancor faz mal pra alma. Percebe que as pessoas com quem conviveu durante toda sua vida e as com quem mais teve brigas e discussões são aquelas que sempre estarão presentes pra você. Aprende que não importa o quanto você estude para aquela prova, você pode tirar nota baixa. Você aprende que as coisas nem sempre são como você quer que sejam, e as pessoas não tem obrigação de retribuir o amor que deu a elas. Aprende que chorar não resolve, mas alivia e te deixa pronto pra outra. Que por mais que você durma cedo, você vai dormir durante a aula. Depois de uma vida você aprende, ou pelo menos tenta aprender que, um sorriso vale mais do que mil palavras, a alegria é contagiante e está logo ali na próxima esquina esperando você virá-la, e que família e amigos são o presente mais precioso que podemos receber em nossas vidas. Depois de um tempo você aprende... A SER FELIZ!

direto do túnel do tempo 16/09/2008 (achei digno) 
ler seu blog de textos faz lembrar quem você sempre foi e será!

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário



Isadora Markus • Todos os Direitos Reservados • Copyright © 2016 • Powered by Blogger • Desenvolvimento por